Clicky

cursos Doutorado em Odontologia


Linhas de Pesquisa

Áreas de Concentração

Periodontia
Linha de Pesquisa 1: Diagnóstico das infecções periodontais.
Definir os agentes etiológicos das diversas formas de doença periodontal. Relacionar os parâmetros clínicos de doença periodontal ao perfil microbiano do indivíduo. Contribuir para a elaboração de terapias periodontais.

Linha de Pesquisa 2: Periodontia e a condição sistêmica do indivíduo.
Avaliar a influência das alterações sistêmicas no perfil clínico, micro- e imunológico periodontal, o impacto das doenças periodontais no curso das doenças sistêmicas, definir os possíveis grupos de risco e estabelecer formas de diagnóstico e tratamento.

Linha de Pesquisa 3: Terapias periodontais.
Definir as aplicações e limitações das diversas terapias periodontais por meio de estudos clínicos, microbiológicos e imunológicos com o objetivo de auxiliar o estabelecimento de formas definitivas e mais específicas de tratamento.

Dentística
Linha de pesquisa 1: Biomateriais Associados às Técnicas Restauradoras e Estéticas
Avaliar as propriedades físicas e mecânicas dos diferentes biomateriais odontológicos, por meio de estudos laboratoriais e clínicos, bem como comparar os métodos disponíveis para testar os biomateriais.

Implantodontia
Linha de Pesquisa 1: Diagnóstico e terapia peri-implantar.
Avaliação dos fatores sistêmicos e locais que influenciam o processo de osseointegração e longevidade das restaurações implanto-suportadas. Definir fatores de risco e alternativas terapeuticas para a prevenção e tratamento de doenças periimplantares.

Linha de Pesquisa 2: Biomateriais aplicados à implantodontia.
Avaliar as propriedades físicas, químicas e biológicas de diversos biomateriais relacionados à implantodontia e regeneração óssea guiada.

 

Grupos de pesquisa

Grupo de Pesquisa em Periodontia

A coordenadora deste grupo de pesquisa, Profa. Dra. Magda Feres, realizou seu curso de doutorado no Programa de Biologia Oral da Harvard School of Dental Medicine, no período de 1996 a 1999. Durante o curso, desenvolveu seu projeto no Forsyth Insitute (Boston, EUA), um importante centro de pesquisa em Odontologia, onde teve o privilégio de trabalhar com o Dr. Sigmund Socransky e a Dra. Anne Haffajee, dois pesquisadores renomados das áreas de Periodontia e Microbiologia Oral. O Dr. Socransky desenvolveu a técnica microbiológica denominada Checkerboard DNA-DNA hybridization para a avaliação de ecossistemas microbiológicos complexos, como o biofilme oral. Essa técnica foi implantada no laboratório de microbiologia da UNG Universidade pela Profa. Dra. Magda Feres e tem permitido o desenvolvimento de um número considerável de estudos relevantes na área de diagnóstico e tratamento das doenças periodontais. É importante salientar que o Checkerboard DNA-DNA hybridization  é atualmente realizado em poucos laboratórios do mundo.

Durante sua estadia na Harvard e no Forsyth Institute, a  Profa. Dra. Magda Feres também teve a oportunidade de participar do grupo de estudos clínicos, dirigido pelo Dr. Max Goodson e composto por vários membros do Forsyth Institute, Harvard, BostonTufts Universities. O objetivo desse grupo era discutir o delineamento experimental de diferentes estudos clínicos realizados no Periodontal Center do Forsyth Institute, visando o intercâmbio de informações para a análise de dados e discussão dos resultados de diferentes estudos científicos. Esse aprendizado é diretamente aplicado nas pesquisas realizadas na UNG Universidade, que é internacionalmente reconhecida por realizar estudos clínicos controlados aleatorizados de qualidade para testar diferentes terapias periodontais.

Outros membros do grupo também possuem qualificações para desenvolver diferentes tipos de estudos aplicados à area de Periodontia. A Profa. Dra. Luciene Figueiredo, o Prof. Dr. Marcelo de Faveri e o Prof. Dr. Bruno Bueno, por exemplo, possuem experiência em diversas metodologias de microbiologia, tais como cultura bacteriana, modelo de biofilme multiespécie, Reação de Polimerase em Cadeia (PCR), RNA Oligonucleotide Quantification Technique (ROQT) e análises de sequenciamento genético. A utilização de tais técnicas permite o desenvolvimento de estudos in vitro e in vivo para testar a capacidade de substâncias antimicrobianas no controle de formação do biofilme.

Além de metodologias aplicadas à área de microbiologia, alguns professores do grupo também utilizam metodologias de imunologia e de biologia molecular para avaliar a resposta do hospeideiro frente às infecções periodontais e peri-implantares. Neste contexto, o Prof. Dr. Jamil Awad Shibli, a Profa. Dra. Poliana Mendes Duarte, a Profa. Dra.  Gabriela Giro e a Profa. Dra. Marta Bastos desenvolvem estudos relevantes em Periodontia e Implantodontia, utilizando análises histológicas, histomorfométricas, imunohistoquímicas, além de expressão gênica por PCR em tempo real, ELISA e ensaio multiplex, uma metodologia recentemente implantada no laboratório capaz de avaliar simultaneamente múltiplos biomarcadores..

Vários estudos conduzidos pelo grupo vêm sendo reconhecidos por renomadas organizações de pesquisa nacionais e internacionais, garantindo acesso às verbas de auxílio à pesquisa. A maioria dos estudos desenvolvidos no programa são financiados pela FAPESP e CNPq. O programa já recebeu também financiamento do NIH (National Institute of Health, USA) para o desenvolvimento de estudos clínicos sobre terapias periodontais realizadas no Brasil em colaboração com o Forsyth Insitute, sob a coordenação das Dra. Anne Haffajee e Profa. Dra. Magda Feres. Também é importante ressaltar que os pesquisadores de nosso grupo são freqüentemente convidados a ministrar cursos e palestras, tanto no país como no exterior, demonstrando seu reconhecimento pela comunidade científica. Finalmente, o grupo de Periodontia da UNG Universidade está entre os que mais publicam em revistas de alto impacto científico da área, ampliando ainda mais o reconhecimento internacional do Programa.

 

Grupo de Pesquisa em Odontologia Restauradora

Uma das principais atividades desse grupo está direcionada para o desenvolvimento e compreensão dos possíveis mecanismos de interação dos agentes clareadores com os tecidos dentais duros. Os possíveis efeitos adversos no esmalte dental têm sido avaliados por modelos in vitro e in situ. Atualmente os pesquisadores estão conduzindo estudos clínicos em humanos para avaliar a efetividade clínica de materiais e técnicas desenvolvidos recentemente.

O grupo também estuda as estruturas dos tecidos dentais humanos e seus mecanismos de interação com os biomateriais ao nível ultramorfológico. A experiência de pesquisa inclui diversos métodos de avaliação de biomateriais, técnicas de microscopia eletrônica de transmissão e de varredura e espectroscopia FTIR. Os pesquisadores têm recebido auxílios financeiros do governo brasileiro, em especial da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.

 

Grupo de Pesquisa em Implantodontia

O grupo de pesquisa em Implantodontia é coordenado pelo Prof. Dr. Jamil Awad Shibli, que realizou seus cursos de mestrado e doutorado na Faculdade de Odontologia de Araraquara, UNESP e sua livre-docência na Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto, USP. Durante o doutorado desenvolveu parte de seu trabalho na State University of New York, em Buffalo, EUA, onde trabalhou em colaboração com Dr. Robert Genco e Dr. Joseph Zambon, renomados pesquisadores de reconhecimento internacional na área de Periodontia e Implantodontia.  Os outros membros do grupo, Dr. José Augusto Rodrigues e as Dras. Alessandra Cassoni Ferreira e Gabriela Giro Araujo também possuem qualificações em diferentes áreas, bem como colaborações internacionais em alguns centros de excelência em pesquisa, como o Forsyth Institute, em Boston EUA, e a University of Florida, em Gainsville, EUA.

Além disso, os diversos estudos deste grupo de pesquisa vêm sendo realizados em parceria com pesquisadores internacionais de alta relevância científica nas áreas de Biomateriais e Implantes, como o Dr. Adriano Piattelli, da Universidade de Chieti, Itália, autor de mais de 720 trabalhos em periódicos de grande impacto dentro da Implantodontia, Dr. Paulo G. Coelho da New York University, Dr. David D. Ehrferst, da Universidade de Genebra, Suíça e Dr. José Luiz Calvo-Guirado, da Universidade de Murcia, Espanha. Parcerias com universidades brasileiras como a FOAr-UNESP, FORP-USP, FO-USP e UFU, juntamente com o alto nível da produção do grupo, garantem o acesso contínuo a verbas tanto de agências de fomento como de empresas. O grupo ainda conta com pesquisadores colaboradores e pós-doutorandos bolsistas (CNPq e CAPES) que permitem um intercâmbio de projetos e metodologias, garantindo alta produtividade científica do grupo representada por muitas publicações em periódicos indexados, assim como livros texto.

O grupo de estudos em Implantodontia desenvolve vários projetos visando o melhor entendimento do comportamento e da manutenção das restaurações implantossuportadas. As doenças peri-implantares, assim como o impacto de fatores locais (macro- e microestruturas) e fatores sistêmicos (fumo, osteoporose, diabetes), têm sido avaliados pelos pesquisadores que utilizam índices clínicos, radiográficos, ensaios mecânicos, testes histológicos, histomorfométricos, imunológicos, microbiológicos, além de análises imunohistoquímicas. O grupo realiza também estudos a partir de modelos baseados em evidência científica (revisões sistemáticas e meta-análises). Recentemente, pesquisas avaliando zircônia e modificações de superfícies de implantes com laser de alta potência foram incorporados aos projetos do grupo.

 

Projetos de Pesquisa em Andamento

Grupo de pesquisa em Periodontia
* Avaliação Clínica e Microbiológica de Diferentes Antimicrobianos no Tratamento da Doença Periodontal.
* Caracterização Clínica, Microbiológica e Imunológica de Indivíduos da População Brasileira com Periodontite Agressiva e Crônica.
* Efeito Clínico, Microbiológico e Imunológico de Diferentes Antimicrobianos no Tratamento da Doença Periodontal Crônica em Indivíduos Fumantes.
* Efeito de Diferentes Fatores no Reparo Ósseo e Progressão da Doença Periodontal.
* Microbiota de Superfícies Bucais.
* Periodontite e Diabetes Melito.
* Terapia Plástica e Regenerativa.

 

Grupo de Pesquisa em Implantodontia
* Efeitos de Diferentes Fatores Sistêmicos e Locais no Reparo Ósseo e Progressão da Doença Periimplantar.
* Influência de Diferentes Biomateriais sobre o Tecido Periimplantar.
* Influência de Diferentes Microestruturas de Implantes Osseointegrados sobre os Tecidos Periimplantares.
* Perfis Clínico, Microbiológico e Imunológico das Doenças Perimplantares
* Antes e após Diferentes Tipos de Terapias Anti-Infecciosas.
* Regeneração Periimplantar.

 

Grupo de Pesquisa em Dentística
* Avaliação das Propriedades Físico-Mecânicas de Materiais Restauradores.
* Efeito de Técnicas Clareadoras sobre os Tecidos Dentais e Materiais Restauradores.
* Influência de Técnicas de Ativação na Polimerização de Cimentos Resinosos.
* Prevenção da Doença Cárie Dental.
* União de Materiais Restauradores ao Esmalte, Dentina e Materiais Restauradores.

 

Projetos de Pesquisa em Andamento
* Tardes do Saber - O objetivo do projeto é aprimorar os conhecimentos dos professores de escolas do ensino fundamental e médio e apresentar metodologias utilizadas na universidade e no ambiente de pesquisa de forma que os professores possam utilizar tal conhecimento em sala de aula.
* Escova Feliz - O projeto contempla a orientação de higiene oral para os alunos das escolas participantes. No momento, estão planejada ações nas escolas EE Roberto Alves e EE Jardim Santa Cecília, ambas na cidade de Guarulhos, SP.